• Priscila Pereira

o crescimento exponencial da piscicultura e seu futuro promissor

Em 2019 o Brasil produziu 758.006 toneladas de peixes, gerando uma receita de

aproximadamente R$ 7 bilhões e fornecendo cerca de 1 milhão de empregos diretos e

indiretos, em 2018 essa produção foi de aproximadamente 720.000 toneladas e uma receita

de 5,6 bilhões.

Apesar de ser considerado um dos países com maior potencial para a produção de peixes do

mundo, atualmente o Brasil ocupa a 13º posição na produção de peixes em cativeiro. Sua

produção, ainda que crescente, é insuficiente para atender a demanda interna, e por este

motivo o Brasil ainda é um grande importador de pescados de países como a Argentina e Chile.

No entanto, o Brasil é o 4º maior produtor de tilápia do mundo, a espécie representa 57% da

produção de peixes do país, seguido pelo tambaqui com 38% e 5% de espécies como dourado,

pintado, pacu, etc.

O país conta com 8.400 km de costa marítima e 5.500.000 de hectares de reservatórios de

água doce, além do clima e o crescimento do mercado interno e externo que criam um cenário

perfeito para o desenvolvimento da piscicultura.

A piscicultura, ainda, tem sido alvo de grandes pesquisas envolvendo a melhoria da

produtividade e qualidade do produto final, foram realizados diversos estudos que permitiram

entendimento sobre as necessidades metabólicas e nutricionais de cada espécie, tipo e

formato ideal de tanques, prevenção de doenças e muito mais. Para mais, a indústria se

desenvolveu ao redor deste ramo beneficiando essa produção, elevando a produtividade e

resultados tanto na qualidade do produto quanto na lucratividade do produtor.

Além da aprovação da Medida Provisória 915/2019, que dispensa de licitação os processos

para uso de águas da União (represas de hidrelétricas). Este é um grande passo para a

piscicultura no país, já que essa simplificação torna a Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP)

responsável pela assinatura dos contratos e a Secretaria de Patrimônio da União (SPU)

realizará a entrega do patrimônio. A aprovação do processo envolverá autorização da SAP,

Agência Nacional das Águas (ANA), Marinha e SPU.

Com essa oportunidade a tendência é que a produção de peixe quintuplique em relação a

produção do ano de 2019, agilizando o processo de cessão onerosa de águas da União, a

piscicultura brasileira pode mudar seu patamar produtivo.

Portanto a piscicultura junto a um acompanhamento profissional é um mercado promissor,

com grandes oportunidades. Se interessou? Entre em contato conosco, a Vital Jr tem amplo

conhecimento em piscicultura e conta com uma equipe qualificada. Trabalhamos com projetos

de viabilidade econômica, licenciamento e assistência técnica.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2019 Vital Jr. Consultoria e Assessoria Zootécnica