• Ianara Carvalho

OVINOCULTURA NO BRASIL

Aumento de demanda nacional pode ser uma ótima oportunidade para novos produtores


As carnes bovinas, suínas e de frango já tem espaço garantido na mesa dos brasileiros,

mas, logo atrás, a carne ovina vem buscando conquistar seu espaço, com uma certa

timidez. A ovinocultura voltada para corte está presente em diversas regiões do mundo e é

responsável pela subsistência de famílias de zonas rurais há um longo tempo. Mas, já

pensou com que frequência você consome cortes de carne ovina?

Não seria surpresa nenhuma se a resposta fosse: em raras ocasiões ou até mesmo que

nunca consumiu. O Resultado de uma pesquisa realizada pela Embrapa mostra que, cerca

de 12% dos consumidores nacionais nunca consumiram nenhum corte ou derivados da

proteína oriunda de ovelhas. Contudo, por que isso acontece? Os principais motivos para

esse baixo consumo é devido à pouca disponibilidade de mercado e a falta de cortes

adequados para preparo de refeições corriqueiras.

Pesquisadores da Embrapa Agroindústria de Alimentos estão trabalhando em métodos que

auxiliem a difusão dessa proteína. Eles tem como objetivo aumentar o número de

campanhas de comunicação, ofertar degustações em centros comerciais e desenvolver

novos produtos para a viabilização dessa carne em situações cotidianas.

Os primeiros passos já foram dados com a criação de produtos inspirados em processados

suínos: presuntos crus defumados e não defumados, copas, mortadelas, hambúrgueres e

até bacon, já nominado de oveicon, tudo feito a partir de carne ovina. Para chegarem à

esses produtos foram necessários 3 anos de pesquisa árdua, visto que não havia nenhum

produto feito com a mesma proteína para se usar como base. Todo esse esforço foi

recompensado, pois o resultado foi produtos saborosos, nutritivos e seguros para o

consumidor.

Atrelado a isso, o projeto Aprovino também trabalhou com cortes diferenciados de carne

para apresentação e comercialização. A maior parte das carnes ovinas costuma ser vendida

em peças grandes, como o pernil e paleta, o que torna mais difícil o manuseio e o preparo.

Atualmente, já é possível comprar carne de ovelha em pequenas bandejas resfriadas nas

principais redes de supermercado e essa novidade tem agradado muito o consumidor que

passa a ter mais variedade para consumo de proteína animal.

Mesmo com esse baixo consumo nacional, o Brasil já precisou importar 7 mil toneladas do

Uruguai, números que, além de mostrarem que cenário da ovinocultura é promissor, deixam

clara a existência de grandes oportunidades para aqueles que desejam iniciar uma

produção.

Se você deseja conhecer mais sobre as oportunidades de negócios que as culturas de

ovinos e caprinos estão gerando, entre em contato com a Vital Jr. Estamos prontos a te

ajudar a crescer cada vez mais em seu negócio.

Posts em Destaque
Últimas Postagens
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Siga