• Ianara Carvalho

SAIBA COMO CONTROLAR A VERMINOSE EM SEU REBANHO DE OVINOS

Não é segredo para ninguém que a verminose é um dos principais obstáculos enfrentados por criadores de ovinos, os prejuízos são tão altos que muitos se veem obrigados a abandonar suas produções. O manejo sanitário nessas propriedades é um desafio, visto que ovinos são suscetíveis a vermes em todas as suas fases reprodutivas. Animais com verminoses se tornam fracos, magros, apresentam apatia constante, diarréia, edema

submandibular (popularmente conhecido como papada) e anemia aguda podendo levar à morte, sendo assim, é de tamanha importância que o controle parasitário em rebanhos de ovinos seja feito constantemente e de forma eficaz.

O principal parasita gastrointestinal que acomete ovinos é o Haemonchus contortus, ele recebe um grande destaque devido às suas características de resistência a medicamentos, desse modo, o uso racional dos anti helmínticos é uma boa opção para controle. Já o método Famacha é uma opção para aqueles que desejam aplicar um tratamento seletivo, visto que com base nesse resultado, é possível identificar quais animais estão sofrendo de anemia e tratá-los individualmente. Esse método se torna uma opção viável pela economia com vermífugos, além de minimizar a problemática de resíduos no ambiente. A observação dos animais através do método Famacha deve seguir uma rotina, em meses de chuva, o rebanho deve ser monitorado a cada 10 dias, já em períodos secos a cada 20 ou 30 dias.

Além das monitorias sanitárias, existem algumas medidas de manejo que auxiliam na contenção desse problema, como por exemplo, o pastejo integrado ou alternado com bovinos e equinos. Mas para que essas integrações ocorram de forma correta, sem atrapalhar o desenvolvimento nutricional de nenhuma das culturas, é necessário um apoio técnico.

Precisa de ajuda na sua produção? Entre em contato conosco e peça um orçamento gratuito. O seu sonho, é o nosso sonho!

Posts em Destaque
Últimas Postagens